segunda-feira, 2 de abril de 2012

MÃE MARIA


Queridos irmãos e irmãs,
Com as bênçãos da Mãe Divina.
Amor e Luz,
Jane Ribeiro

“Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A luz do Criador se faz presente neste tempo de transição, para que todos os Filhos da Terra possam reencontrar a paz.

Corações atribulados, mentes dispersas, ações conflitantes tem alimentado o dia a dia de todos vós, envolvendo-os em camadas e camadas de ansiedade, desconforto e desconfiança, isolando-os uns dos outros, fazendo aumentar em vós o sentimento de solidão, aflição e abandono.

Parai, pois Filhos da Terra, para reconhecer que a vida não precisa mais ser vivida com dor e sofrimento, que vossos caminhos não precisam mais serem trilhados com dúvidas e ansiedades, e que na medida em que conseguirdes assumir vossas responsabilidades, e vos abrir para exercitar à compaixão, a paz emergirá cristalina para vos envolver permitindo que possais resgatar a placidez de mente e coração, para deixar refletir em vossas ações a completude dos que amam e abençoam a vida em eterna gratidão.

Lembrai-vos que vossos conflitos são resultado de vossos desejos equivocados e de vossas ações impulsivas, que se repetem e se repetem jogando-vos em um turbilhão de pensamentos que toldam vossa visão impedindo-vos de enxergar vossas verdadeiras possibilidades, de escolher com clareza, para que na escolha certa, acertar vossos passos na longa estrada que vos foi reservada para, através de vossa determinação, finalmente poderdes resgatar a vossa felicidade.

É hora, pois de vos visualizar através dos olhos do coração, para que possais ter clareza do vosso potencial, lembrando-vos sempre que vosso potencial é ilimitado, mas que manifestá-lo em vosso mundo exige que possais crescer, crescer em verdade e em espírito, crescer aceitando com alegria os desafios que esse crescimento exige que possais superar sem medo, sem vos deixar envolver pela aflição imposta por vossos egos como forma de vos convencer que vossa missão é impossível, impossível ter paz, impossível acertar, impossível reconhecer a linguagem do coração, impossível encontrar as respostas às perguntas que emergem em vossas mentes e afligem vossos corações quando não encontrais as respostas.

Lembrai-vos que a luz contida em vossos corações - e que sustenta vossas vidas pela presença de vossas almas - sempre tem uma resposta clara, precisa, cristalina, e que essas respostas estão sempre disponíveis a vós; ouvi-las, entretanto, exige calma, tranqüilidade, silêncio; exige a compreensão que tudo está em vós, dentro de vós, e que é no estado de completude que elas ecoam e podem ser ouvidas por vós.

Contemplai, amados, o mundo que vos cerca como um mundo perfeito onde todas as formas de vida perfeitas anseiam por se reconhecer e se integrar.
Contemplai a vida como vossos Mestres vos ensinam, vendo nela e em suas manifestações só perfeição.

Mergulhai na certeza que as imperfeições que explodem aos vossos olhos na forma de guerras, fome, desamor, separação nada mais são do que criação do próprio homem pelo seu esquecimento da sua origem única e divina e que, neste tempo a compreensão do homem divino retorna, possibilitando a todos retomar a rota da unidade e do amor, da paz que eleva mentes e corações, rumo ao passo derradeiro a que chamais ascensão.

Amados, que a alegria volte a preencher vossos corações, para que o ser de luz que sois seja novamente revelado e preencha o mundo da ilusão com a verdade do propósito maior por que estais no mundo da matéria, o propósito de resgatar o merecimento de expressar a perfeição e assim ser feliz.

Bem amados, que vossas orações continuem iluminando mentes e corações, e que neste período que antecede mais um Natal de renascimento possais não vos deixar envolver por falsas obrigações, mas que possais sim absorver o verdadeiro “espírito do Natal”, para que vossos dias sejam plenos e expressem só amor.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário