quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Mensagem dos Guardiões da Mãe Divina


Mensagem dos Guardiões da Mãe Divina

conforme recebida em 9 de dezembro na Fadalândia

 

Embora Ela não necessite propriamente de “guardiões”, pois Ela é soberana, auto-sustentável, poderosa e a mais Amada pelo Pai Celestial, Ela tem gerado propagadores de Sua Consciência Maternal e Amorosa que se tornam Guardiões da Mãe Divina.

A Mãe Divina é a Geradora da Vida neste e em todos os mundos.

A Mãe Divina é a Mantenedora da Vida e é também Aquela que  forma e nutre a Verdadeira Vida.

Cada Ser na Terra tem a função de se elevar e se “divinizar” para alcançar ao Pai Celestial. Toda matéria no Universo existe para Revelar a Deus e na Terra não é diferente.

A natureza encarnada ou materializada na Terra tem um propósito comum: Elevar-se para Deus.

No caso humano, é sair consciente do estado de separação de Deus para o estado de Unidade com o Criador. E quem realiza isso   é Nossa Mãe Divina. É por meio Dela que despertamos para nossa natureza Divina quando somos gerados, mantidos e nutridos por Ela.

Materialmente falando, a Nossa Mãe Divina se apresenta na forma do Planeta Terra (Gaia) . A Terra é uma das formas em que esta Mãe se apresenta para seus filhos e filhas humanos.

A Terra nos permite estarmos aqui, doa-nos um corpo e nos alimenta com seus frutos. Seguindo seus princípios e equilíbrio, conseguimos saúde, alegria, paz e amor pela Vida. Ela é uma grande Mestra. Mãe amorosa e extremamente paciente com a ignorância de seus filhos. E vai nos educando, como indivíduos e como humanidade, pelos séculos dos séculos.

Sendo a função de toda a Vida a Unificação com o Pai Celestial, tudo o que Nossa Mãe nos dá tem como objetivo esta Unificação.

É a falta de reconhecimento dos benefícios e benção de Nossa Mãe Terra a causa de toda dor e sofrimento que houve e há por toda parte. Não como um “castigo” para o ser humano, mas apenas como conseqüência de seu caminhar equivocado.

Sabemos que este é o momento de corrigirmos nosso caminho. Não importa quão distante estejamos do Caminho da Perfeição, é agora o momento de acertarmos nosso caminho.

Iniciamos – do ponto em que estivermos – nossa Comunhão com Nossa Mão Divina por meio do reconhecimento, da gratidão e de práticas que honrem essa Mãe Maravilhosa!

Pequenos atos tornam-se rituais de honrar esta Mãe. Plantar, cantar, celebrar e dançar na Natureza.

Plantando uma semente de árvore frutífera, semeando flores ou ervas medicinais, cantando alegremente espalhando no ar as boas vibrações de uma música purificadora…essas pequenas práticas – infantis até – nos colocam em um estado de União Consciente com nossa Mãe Terra, que é o aspecto material, visível e físico (tridimensional) de Nossa Mãe Divina.

A DIVINA MÃE MARIA


 

Foi a Divina Mãe quem concebeu, gerou e nutriu Aquele a quem estamos destinados ser: CRISTO.

Por meio de uma União com o Espírito Santo, Ela, encarnada como Maria, aceitou a missão de gerar, nutrir e educar Jesus até que Ele se tornasse  Cristo, revelando em sua história, a natureza una de Cristo com o Pai e de todos os homens e mulheres com o Pai.

Este é o aspecto espiritual e místico de Nossa Mãe Divina e é por este aspecto que adentramos em regiões elevadas, espirituais, para alcançarmos o estado de Unidade com o Pai Celestial.

Também nós somos os Filhos Amados, concebidos pelo Espírito Santo. Mas somos – em Unidade – o Filho Amado, concebido pelo Espírito Santo. Pois Cristo é UM em toda a humanidade. UM COM O PAI.

O processo pelo qual estamos passando – se permitirmos – é o de sermos realmente gerados e nutridos pela Mãe Divina – tal qual foi Jesus há mais de dois mil anos atrás.

Nós fomos destinados a ser a Luz do mundo e expandirmos esta Luz em todas as dimensões. Este é propósito da criação – elevar tudo o que há para os Reinos Divinos e celestiais e a Nossa Mãe Divina participa do “projeto” em cada filho e filha!

Também aí o reconhecimento, o pousar os olhos do Espírito “Nela” é essencial para este processo fluir.

Então, hoje fomos instruídos sobre Nossa Mãe Divina Gaia e Nossa Mãe Divina Maria, e vimos que é a mesma Mãe em aspectos diferentes.

Tomara que tenhamos novos momentos de Instrução Angélica como o de hoje!

Alegra-te Mãe Divina!

Fada San

9 de dezembro de 2012

Dos Guardiões da Mãe Divina

domingo, 23 de dezembro de 2012

UM GRANDE EXÉRCITO DE AMOR DESCE SOBRE A TERRA"


]
UM GRANDE EXÉRCITO DE AMOR DESCE SOBRE A TERRA AYAM, AYAM, AYAM, eu vos protejo, eu vos abençôo. Eu sou AYAM vosso JESUS. Sentistes, meus filhos, como eu me aproximei da Terra? Eu vos trouxe meu amor e minha alegria. Maria está comigo.Nós vamos à Terra de mãos dadas. Nossos Raios de Amor, rosa, dourados e brancos, jorram de nossas mãos e caem sobre a Terra. Eles iluminam as estradas, as ruas. Entramos nas igrejas, nas casas. Para aí trazemos a felicidade. Visitamos as clínicas e os hospitais, abençoamos os doentes e lhes damos o conforto de que tanto necessitam. Nossos Anjos de Ouro, nossos Anjos Brancos, nossos Anjos Rosa no cercam por todos os lados. É um grande exército de amor que desce sobre a Terra.Visitemos, também, as cabanas e os estábulos! Incitemos os pais a comprar brinquedos e presentes para seus filhinhos. Vede como eles admiram as vitrines; seus narizinhos rosados estão colados às vidraças. Dai, dai, dai amor a todo o mundo, este amor que prodigalizamos em profusão. Dai, dai, dai a paz ao redor de vós. Dai, dai, dai a alegria e a abundância. Eu enchi vossos corações de amor e vossas mãos de abundância. Mas, não esqueçais, meus queridos Filho da Luz, nosso encontro no Monte Branco durante a noite do Ano Novo.Não freqüenteis os lugares impuros, os bares e os dancings. LETO virá vos buscar pra vos escoltar com os Anjos Violetas de Saint Germain. SANAT-KUMARA vos espera. Toda a Hierarquia se encaminha para esta reunião e vós fazeis parte dela. Até breve, então. Vosso JESUS.Do livro "Ensinamentos de Saint Germain"

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Sois a última geração a exercitar o resgate da unidade em vosso planeta.


Sois a última geração a exercitar o resgate
da unidade em vosso planeta.
Através de
Jane M. Ribeiro
São Paulo SP,
11 dezembro 2012 


Amados Filhos.


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.


Tempo de redenção, tempo de permitir a fusão de vossos corpos com vossas almas, tempo de resgatar a unidade para vivenciar a ascensão. 


Chegastes, como humanidade, a reta final de vossos processos de transformação neste ciclo que se finda nos próximos dias de vosso tempo.
 A Mãe Terra perde sua densidade e, juntos com ela, cada habitante desse planeta também precisa completar seu processo de purificação, para resgatar o corpo translúcido que vos permita, novamente, compartilhar vossas experiências em múltiplas dimensões. 

Chegou ao fim o longo aprendizado na dualidade e sobre o comando de vosso ego-personalidade.

Hoje, neste momentum planetário, rapidamente vossas almas assumem o comando para tornar realidade à nova Idade do Ouro em vosso planeta.

Sois a última geração a exercitar o resgate da unidade em vosso planeta.

Escolhestes estar encarnados neste tempo para serdes as testemunhas vivas, e os comandantes supremos dos últimos passos da longa jornada que vos foi permitido acessar de acordo com vossas escolhas, como ser humano e como humanidade.

Muitos foram os erros cometidos ao longo da jornada que se estendeu até este tempo; muitos também foram os acertos que vos permitiram, por merecimento, compreender o processo de vossas evoluções e, com esse conhecimento, corrigir vossas rotas para tornar possível este momentum a que chamais de "ascensão".

Ascencionar nesse vosso tempo já é uma realidade, como realidade também é rejuvenescerdes, tornando vossos corpos físicos templos imortais de vossas almas, permitindo-vos, assim, compartilhardes com total saúde e perfeito equilíbrio, a unidade com vossos iguais para, com responsabilidade, construirdes o novo mundo, a nova morada dos Filhos da Luz que, sem sair da Mãe Terra, transformam esse solo sagrado no paraíso da perfeição, do equilíbrio, do amor e da paz.

Estais prontos e equipados para mergulhardes no novo tempo. 

É hora de dar esse mergulho sem qualquer resquício de medo, culpa, limite ou rancor.

O sucesso de vosso mergulho só exige um corpo purificado e muito amor no coração.

Estais prontos para experenciar esse desafio?

Lembrai-vos que ele vos leva de volta ao paraíso, ao compartilhar das múltiplas experiências com a consciência crística que sempre revela a ação amorosa, compartilhar pleno e a alegria daqueles que reconhecem a bênção de ser um Filho de Deus partilhando as experiências na amada Mãe Terra.

Rendei-vos, pois a estes últimos momentos de preparação, momento que exige de vós atenção redobrada, equilíbrio pleno, e unidade entre vosso pensar, sentir e agir.

Vosso pensar, sentir e agir precisam estar unificados na força da luz de vossas almas, que vos falam pela linguagem do coração, norteando vossos passos, que precisam ser dados sem qualquer vacilação para que possais transpor as portas do Templo da Ascensãoonde reverbera, há eons, o som da vitória de toda humanidade na luz da eterna Chama que sustenta a vida em vosso planeta.

Bem amados, resgatai rapidamente vosso equilíbrio, aceitando ser luz em meio ao caos que ainda permeia vosso exterior, expandindo essa luz com toda a intensidade de vossos corações, para que vossos irmãos sejam tocados e também elevem suas mentes e seus corações, aceitando ser o coautor dessa nova realidade que se instaura em vossa Mãe Terra.

Que o amor prevaleça nos corações de todos os Filhos da Terra, que o exemplo de paz, fraternidade e equilíbrio de vosso amado Mestre Jesus seja o norteador de vossos passos, e que a luz da esperança, que permeou por tanto tempo sobre o vosso planeta, se transforme na luz da concretização de um longo tempo de paz, harmonia, abundância e amor.

Bem amados, que vossas orações se intensifiquem neste curto período que vos leva a 22 de dezembro de vosso tempo, para que a força da oração ajude a construir a poderosa egrégora da ascensão da humanidade, egregóra fortalecida por todos os vossos Mestres e Irmãos das Estrelas que vos dão as boas vindas ao início do novo ciclo que permitirá a humanidade dar mais um salto no seu processo de evolução.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção porque

 Eu Sou Maria,
 Vossa Mãe.






 
 
Fote:Mensagem de Mãe Maria
SP-11/12/2012--22-2012
 recebida por Jane M. Ribeiro

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Ashtar Sheran Explica a Mudança nos Pólos da Terra


Ashtar Sheran Explica a Mudança nos Pólos da Terra

Este é um período dos mais importantes para o planeta Terra, é o momento da reavaliação interior e reconstrução da vida.

Quando anunciamos que a espécie humana adentraria nas freqüências do cinturão de fótons, que alteraria sobremaneira os campos eletromagnéticos do planeta, essa revelação, para a grande maioria era, em princípio, incompreensível.

A interferência do cinturão já se faz tão forte que altera os ciclos de tempo, acarretando mudança na vibração das partículas atômicas que constróem a base da vida.

Inicia-se, assim, o descartar do velho para adentrar o novo, ou seja, indiretamente, a sua espécie vem buscando a sobrevivência humana usando despreocupadamente os elementos necessários para sua sustentação desde o início de seu caminhar por este planeta.

Com a penetração total no núcleo do cinturão, essa interferência acelera o calor no âmago dos elétrons, forçando a alteração acentuada do fogo, do ar, da água e da terra, energias indispensáveis para que a vida continue sobre este sistema, já que o organismo humano é basicamente feito de estruturas de carbono, hidrogênio e oxigênio.

Embora não se perceba que os níveis de hidrogênio já estejam aumentando dentro dos núcleos atômicos que sustentam a vida orgânica, por muito tempo ainda o corpo humano necessitará de quantidade razoável da pureza desses elementos.

Exatamente por isso, quanto mais o planeta penetra dentro da influência dos fótons, haverá, até por volta de 2012, tempo terrestre, a expansão da consciência humana após o alinhamento do eixo polar.consciência se expande pela força do atrito entre partículas; portanto, o conflito da matéria humana dentro do campo da emoção promove a combustão necessária para impulsionar a consciência a dar o salto esperado para aquele ciclo determinado .

Assim, movida pela escassez de água potável e energia elétrica, a sua espécie se vê obrigada, mais uma vez, a aprender pelo conflito.
Aprendizado que vem pela dor, livre escolha dos seres que aqui estão encarnados.
E nesse estágio, estarão prontos para enfrentar o deslocamento dos pólos, alcançando novos rumos e experenciando outros aprendizados.

A trajetória terrena sugere um aprendizado inigualável para todos os seres que escolhem viver subjugados às leis de causa e efeito neste plano.

É nessa lei que aprendem o real valor das vibrações de energia, como se processam e reagem em suas mais variadas formas inferiores e superiores de manifestação.

Tudo é energia e, como tal, é necessário envolver-se totalmente, iniciando o aprendizado a partir da base assim chamada mundos inferiores de consciência, onde é possível reconhecer a força de coesão máxima trazida pela lei de unidade da matéria.

Unidade da matéria e suas leis que tornam possível a materialização das partículas de vibração mais densa, somente realizável nas zonas de refrigeração como é o caso da Terra.

Assim o corpo físico se faz presente, vivo e alerta neste plano físico, da mesma forma que ocorre ao colocar-se água na geladeira para fazer gelo.

O corpo-luz da origem primeira, ao se defratar em inúmeros fótons, pacificamente, viaja a distâncias infinitas somente para ter a oportunidade de, a cada passagem por mundos de vibrações diferentes, aumentar seu poder de expansão.

Por isto afirmamos: a luz é sempre presente, por mais que penetre em freqüências de vibração mais baixa, está oculta no âmago inerte de cada partícula.

Ela se permite a variação vibratória na medida que passa por locais com maior ou menor calor.

Esta é a chave da evolução: experenciar, assimilar e governar a si mesmo.

Quando a partícula sai em viagem, já possui um programa pré-estabelecido que dá, ao mesmo tempo, oportunidade de crescimento, e assim cumpre a tarefa de germinação estelar em vários mundos diferentes durante seu estágio.

Portanto, ela penetra nas leis universais e caminha consciente, pelo bailado cósmico, dançando no esplendor celeste, passando por vários estágios de retração e expansão vibratória.

Depois de assimilados os primeiros estágios vibracionais de luz irradiante, penetra em zonas onde possa construir um corpo mais denso, tomando a forma necessária ao próximo estágio de assimilação da experiência.

É como conduzir sementes à sementeira com condições viáveis à germinação de plantas que um dia embelezarão um jardim.

A Terra é uma sementeira que oferece as condições adequadas para encapsular partículas de luz e, na força da lei de coesão, densificar o corpo físico que será utilizado durante determinado período. É nesse instante que as partículas de luz são atraídas pela força das leis da matéria, pois os campos de ilusão, atraentes como são, criam um encantamento maravilhoso e quase poético.

O primeiro ser que ousou penetrar nessa poesia foi um primogênito da luz, que, com coragem amorosa, usou a inteligência para se submeter às freqüências mais baixas atraindo milhares de partículas semelhantes para adentrar nesta zona de menos calor, a Terra.

E assim tudo começou; eles vinham munidos da semente do amor e da inteligência para viver a individualidade.

Na força máxima de coesão, espargem mais formas humanas com partículas de carbono suficientes para contrabalançar o peso atômico do planeta.
Eis a primeira e mais importante missão.

Quando a partícula de luz chega nesse estágio, é chamada de %u201Cser%u201D e está plenamente consciente de sua participação na brincadeira virtual da luta entre bem e mal.

Eis aqui os pólos energéticos que todos os seres possuem quando penetram nestas zonas mais densas.

Aqui fazemos referência aos pontos de energia conhecidos por vocês como chacras, que são consciências a serem vivenciadas durante as encarnações terrestres.

Quando o alinhamento destes pontos acontece, o primeiro e o
sétimo chacra sofrem uma inversão polar, dando origem à manifestação de uma outra dimensão de consciência-luz.

Dessa forma, enquanto não assimilam completamente todas as experiências dessa polarização, estarão encarnando e desencarnando, ou seja, transformando a energia constantemente no jogo de materializar e desmaterializar.

A morte e a vida física diferem apenas na forma de apresentação da energia.

Diz-se que o espírito abandona a matéria deixando-a inerte, mas preferimos dizer que a energia da matéria se transforma em energia de espírito novamente, voltando a realizar a tarefa de elevação de consciência depois que assimilou as experiências da vida física.
Enquanto não esgotar todo o aprendizado do sistema ao qual está inserida, retorna por própria vontade e força de atração ao plano físico.
Ou seja, a substância espiritual transforma-se outra vez em matéria densa.

Quando o ser já está pronto para sair deste plano, depois de assimilado todo o aprendizado do sistema de vida, inicia-se o expurgo, a limpeza profunda onde fisicamente encarnado, reatualiza todas as suas experiências já vividas durante todo o processo de encarnações físicas.

Uma experiência marcante causa um impacto profundo em sua consciência básica, abrindo a visão ilimitada do papel que ocupa diante do cosmos.

É nesse exato momento que o ser espiritual aflora, tornando possível a lembrança daquilo que é, o que está fazendo aqui e para onde vai.

Ele reconhece qual o papel que ocupou em cada uma de suas passagens anteriores, obtendo as respostas necessárias para adaptar o ego humano, que é o instrumento que viabiliza a entrada do espírito na matéria. Sem ele, não haveria condições de manifestação da personalidade humana.

Portanto, a última batalha é travada porque é exatamente nesse instante que os dois irmãos, espírito e matéria ou ego superior e ego humano, reconhecem que são frutos da mesma fonte.

Este estágio final de completude sugere muita dor e sofrimento, pois os egos se reconhecem como manifestações divinas, são da mesma origem.
Antes desse reconhecimento, promovem uma luta que expõe emoções, forças mentais e físicas para fora, provocando uma reviravolta na vida do indivíduo e de quem convive com ele.

Isto é a separação do joio e do trigo que, qualificando energia, expurga de si mesmo tudo o que não pode mais fazer parte daquela essência.
Isso marca o período da mudança dos pólos do próprio ser, alterando tudo que está à sua volta, reagindo em seu meio ambiente com força violenta, até aceitação completa de liberar o velho para adentrar o novo.

Com a experiência das forças polares a que se submete, totalmente assimiladas, ele pára de lutar e se entrega completamente para o alinhamento ao universo central.

Esta experiência o conduz a penetrar em novos estágios de consciência, e dá a ele a capacidade de ver e reconhecer os seus mestres, guias e essência estelar à qual pertence.

Somente alinhado a este centro, depois que reconhecer em si mesmo as virtudes superiores, ele volta a receber o impulso necessário para penetrar e viver em dimensões mais altas de consciência.
A Terra abriga em seu seio um número incontável de seres que estão passando por esta experiência de aprendizado.

Como ser vivo, o planeta também possui chacras e pólos de manifestação energética e está, neste exato momento, procurando seu alinhamento à fonte central.

Quando um ser vivo expande a sua consciência, tudo que está à sua volta sofre o impacto disso; portanto, quando 20% da consciência humana alcançar um estágio vibratório de mesma intensidade, automaticamente a inversão dos pólos do planeta acontecerá e o planeta penetrará em outra dimensão de consciência.

A inversão dos pólos é um movimento cíclico que tem acontecido com a passagem das eras, tem como referencial os equinócios e soma aproximadamente 26000 anos.

Está previsto para o sistema terrestre quando o planeta alcançar o índice referencial do ciclo dos 13, que é marcado pela metade da era, ou seja, 13000 anos.

Sempre que um fato desta relevância acontece sobre o planeta, milhares de seres humanos contatam realidades paralelas para que se lembrem da origem e função auto-escolhida.

São os suportes necessários para ancoragem da força mental adequada para manutenção do equilíbrio planetário.

Você que lê essa mensagem pode estar sentindo diferenças nos padrões de sono com sonhos muito vívidos, problemas nos relacionamentos, sistema imunológico alterado que não corresponde à normalidade principalmente ligada ao pâncreas e à tiróide e a relação do tempo/espaço que já não mais condiz com os relógios terrestres.

Portanto, dores musculares, enxaqueca, formigamento nas extremidades do corpo, choques elétricos na coluna, aumento de problemas respiratórios, enjôo e tonturas freqüentes são sintomas naturais da adaptação do corpo de luz movimentado pelo cinturão de fótons que já altera o campo magnético do planeta.

Não há medicação que resolva estas sensações, mas muita disciplina e atenção ao corpo que pede calma e tranqüilidade para se adaptar ao novo ritmo do planeta. É necessário desenvolver paciência e ter atividades físicas que possam purificar o corpo possibilitando a abertura dos poros na pele que deve respirar livre.

Ampliem a capacidade respiratória, lembre-se: a Era de Aquário é mental e pede intensidade no contato com o elemento ar.

Para alguns humanos, esta linguagem expressa a nova Idade do Ouro, ou seja, a idade da pureza em que as forças polares não ocupam lugar.
Nesse momento, o jardim florescerá para que a vida seja plenitude e abundância.
Cada indivíduo que penetra nesta freqüência é mais uma flor no jardim onde a borboleta azul, de quando em quando, vem sorver o pólen perfumado.
Despretensiosa nesse ato de amor, poliniza os campos de paz e prosperidade.

Assim se faz a vida de um sistema planetário que em breve alcançara a vibração e sintonia esperada.

Essa é a tão falada mudança polar profetizada há tanto tempo.
Muito mais que mudanças no eixo físico planetário provocando ações desastrosas, essa mudança ocorre dentro de cada ser humano, quando está pronto para tomar novos rumos de consciência.

Quanto mais o homem da Terra tornar-se consciente do potencial mental que possui, fazendo bom uso de sua inteligência, expandindo cada vez mais o centro irradiante onde brota o amor, muito rapidamente ele poderá conduzir essas mudanças sem dor e sofrimento.

É o próprio homem que altera a rota dos acontecimentos, pois a ele foi dado o maior presente de toda a eternidade: a vida consciente habitante da matéria física, onde a mente criadora realiza o sonho de tornar-se humana.

Este é o tempo da humanização da vida e só cabe a humildade de aprender com aqueles que certamente já possuem a experiência assimilada em sua prática diária.(ser humano: ser um com todos)
"Quando o eixo físico terrestre for alterado, com certeza um número incontável de seres humanos já estará pronto para conduzir essa missão com inteligência e alegria".

Ashtar Sheran



Postado por CHAMA VIOLETA -SAINT GERMAN, em 12.12.12, às 09:35